Notícias

24/12/2020

Prefeito e diretor-presidente apresentam investimentos do Demei


Encontro nesta quinta-feira, véspera de natal, também marcou a entrega de novos veículos a frota.


O prefeito Valdir Heck, o diretor-presidente do Departamento Municipal de Energia de Ijuí (Demei-Distribuição) e o procurador jurídico, Paulo Kohler, apresentaram os investimentos feitos pela autarquia. Renovação da frota de veículos, revitalização da Usina Velha, por meio da parceria com a Ceriluz, representada por Sandro Lorenzoni, e investimentos na Subestação, localizada à margem da RS 155, constituíram-se em três momentos ímpares realizados na manhã desta véspera de Natal, 24. 

“Depois de um momento difícil enfrentado pelo Demei, chegamos ao final da nossa gestão com a entrega desses investimentos que são importantes, porque qualificam a estrutura que deixamos para o próximo governo e com a isso, a expectativa de que continuem preservando e investindo na geração própria e distribuição de energia, que são patrimônios da nossa história”, avaliou Valdir Heck, ainda durante a visita à Usina Velha, destacando a importância,também, das parcerias feitas, para manter no município o comando central de decisões no campo da energia. 


Na qualificação da frota, segundo Rubem Härter, foram investidos quase meio milhão de reais.  Três montanas e uma S10 foram adquiridas junto à empresa Sponchiado Veículos, vencedora da licitação. Todos os veículos adaptados para a realização do serviço. Já na Usina Velha, as ações tiveram como foco o cuidado com a revitalização e preservação do patrimônio – substituição de bancos, pintura e recuperação do acervo.



Por último, o grupo visitou a subestação, onde foi recentemente concluída a implantação de dois alimentadores. “Esse investimento representa a ampliação da capacidade de energia em de 15MWts transportados desde a Subestação até à cidade, mas somados todos os investimentos em infraestrutura, chegamos a casa de R$ 2,5 milhões aproximadamente”, pontuou Rubem Härter. 

Já Sandro Lorenzoni destacou as metas da Ceriluz no campo da geração de energia e melhoria das redes de distribuição. “Esse é um processo contínuo, na medida em que as oportunidades vão chegando, a gente avalia e vai abraçando. Oportunidade essa que foi dada aqui para a Usina Sede II. Agradecemos todas as parcerias constituídas e a todos que se empenharam no projeto da geração de energia”, disse. 


Todos esses investimentos tornam o entorno da Usina Velha num complexo energético. Partindo, da sede do Demei, logo em seguida vem a subestação do Demei, da Eletrosul, a subestação da Ceriluz anexa à Usina Centenária, junto com a própria Usina Velha que, ainda, está gerando energia.


Acessibilidade


Para navegação via teclado,
utilize a combinação
ALT + TECLA DE ATALHO