Demei, a energia é a nossa história

Demei, a energia é a nossa história

Em outros tempos, quando a praticidade da luz elétrica não fazia parte do cotidiano dos ijuienses, as formas de obtenção de energia eram rudimentares não supriam a demanda que crescia rapidamente. Singelas lamparinas e lampiões, a energia movida por animais e a energia hidráulica, não eram mais suficientes à crescente industrialização de nosso município.

Com a emancipação da cidade em 1912 e a ampliação da estrada ferroviária, o desenvolvimento era flagrante e, para acompanhá-lo, fazia-se imprescindível o uso da energia elétrica, mas enquanto ela não chegava, a luz que era oferecida à comunidade provinha de um “Locomóvel”, uma máquina a vapor sobre rodas. Esta iluminação iniciava ao escurecer e terminava à meia-noite. Aos notívagos, restava recuperar as lamparinas e lampiões...

Esse Locomóvel da marca Heinrich Lanz, foi doado por Carlos Fricke e Ari Weiler, sócios da empresa Aço e Ferros Colméia Ltda. Foi reformado em 1999 pela firma Fösch & Cia. Ltda, e hoje está exposto no museu localizado na Usina Velha, como um testemunho vivo de como se produzia energia elétrica no início do século passado.

Em 1920 iniciavam-se estudos para avaliar o potencial hidrelétrico dos rios da cidade, concluindo-se que havia, sim, a possibilidade de instalação de uma usina hidrelétrica de Ijuí, a Usina da Sede, hoje conhecida como Usina Velha. A partir de então, as ruas estavam sendo iluminadas com a força da cascata do Rio Potiribu. Embora não tenha sido a primeira hidrelétrica construída no estado, a Usina da Sede ou Usina Velha é a mais antiga ainda em funcionamento no Rio Grande do Sul.

Em Junho de 1923, começou a operar uma usina hidroelétrica no interior de Ijuí.  Era conhecida como Usina da Sede, na ocasião com uma capacidade instalada de 280 kW, em 1931, teve sua capacidade ampliada para 380 kW e até o ano de  2017 foi a mais antiga  usina ainda  em operação no Rio Grande do Sul.

Com a instalação da usina, a fisionomia de Ijuí se transformou. O comércio e a indústria se modernizaram tecnologicamente e o desenvolvimento da cidade prosperou. Inicialmente, a produção da Usina era maior do que a demanda da cidade, podendo fornecer energia para cidades vizinhas, no entanto, em quatro anos sua força não foi mais que suficiente para atender as necessidades locais, em função do crescente número de fábricas e do desenvolvimento regional.

 Logo após o surgimento da primeira usina em Ijuí, foi criada a “Secção de Força e Luz” que, sediada em uma casa de alvenaria na Praça da República, prestava serviço de plantão através de um pequeno grupo de funcionários e eletricistas. 

 Com a falta de energia na cidade de Ijuí, várias medidas paliativas são tomadas: em 1931 foi instalado o 2º grupo gerador da Usina, mas ainda assim  estas ações não foram o bastante para suprir a demanda, então em 1948, uma usina termolelétrica  entrou em operação no interior do municipio de Ijuí.  Operando  perto da Usina da Sede,  ela possuia uma capacidade instalada  de 330 kW e utilizava lenha como combustível. Seria um locomóvel?

Em 1959 foi inaugurada a Usina do Passo de Ajuricaba (UPA), no interior do município de Ijuí, sua capacidade inicial era de 2000 kW, porém, em 1975 teve sua capacidade ampliada para 4000 kW e mais tarde com mais uma ampliação passou a ter   6400 kW.

 Seguindo o curso da história, em 1973, foi adquirido o prédio localizado na esquina das ruas Ernesto Alves e José Bonifácio, onde foi instalada a “Secção de força e Luz”. Com a contratação de novos profissionais e melhorias nas instalações, foi criada a Secretaria Municipal de Energia e Comunicações - SMECOM. As mudanças aconteciam impulsionadas pelo desenvolvimento da cidade e necessidades da população, desta forma, esta secretaria foi transformada em uma autarquia municipal com autonomia administrativa, patrimonial e financeira.

Assim nasceu o DEMEI - Departamento Municipal de Energia de Ijuí, uma concessionária de energia elétrica que atende a mais de 32.000 unidades consumidoras, desenvolvendo, permanentemente, ações planejadas que buscam a crescente qualificação de seus serviços e a mais eficiente produção e distribuição da energia no município de Ijuí, buscando sempre cumprir todas as normas da Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL.

Acessibilidade


Para navegação via teclado,
utilize a combinação
ALT + TECLA DE ATALHO